Recife - Boa Noite, hoje é 27/06/2017 - 23:04
Dessalinizadores PDF Imprimir E-mail
Ter, 18 de Dezembro de 2012 11:37

 

Por que a SRHE investe em dessalinizadores?

pocodoboi
Em localidades rurais muito afastadas dos centros urbanos, na maioria dos casos, há inviabilidade para implantação de sistemas adutores e redes de abastecimento de água.

Nesses locais, a perfuração de poços é uma das principais alternativas. No entanto, a maior parte do subsolo no Agreste e Sertão de Pernambuco é formado por rochas cristalinas, por isso, em muitos poços perfurados nessas regiões as águas são impróprias para o consumo humano, em função dos altos índices de sais dissolvidos.

Assim, os sistemas de dessalinização tornam-se iniciativas fundamentais para garantir água de qualidade própria para o consumo humano em comunidades difusas.



Como é feita a dessalinização da água?


Dessalinização é o processo físico-químico que retira os sais e outros minerais da água.

Os dessalinizadores utilizados em Pernambuco utilizam uma tecnologia chamada Osmose Reversa, considerada a mais eficaz para tratar a água salobra e torná-la potável.

A osmose reversa utiliza membranas sintéticas semipermeáveis que permitem realizar uma espécie de filtragem. Bombas de alta pressão forçam a água salgada através de membranas. Com isso, é feita a separação entre a água concentrada de sais e a água potável.

Após passar pelo dessalinizador a água se torna potável, ou seja, própria para consumo humano.

 

dessalinizador comum

O modelo mais comum de dessalinizador utilizado em Pernambuco é semelhante a este (foto), instalado na Agrovila 8, em Ibimirim

 

cabinado

Além dos dessalinizadores do tipo mais comum, a SRHE está começando a investir em modelos de equipamento do tipo cabinado (que já vem protegido por uma estrutura de metal, o que dispensa a construção de abrigos em alvenaria para proteção do equipamento)

 

Como é um sistema de dessalinização?


Os sistemas de dessalinização para águas salobras mais comuns encontrados em Pernambuco são compostos por poço tubular, bomba do poço, tanque de alimentação (água bruta), abrigo de alvenaria, dessalinizador, tanque do permeado (potável) e tanque do concentrado (rejeito)

 

sist dessaliniza

 

Manutenção dos Dessalinizadores


A SRHE contratou uma empresa para fazer, mensalmente, uma manutenção preventiva e corretiva nos equipamentos. O contrato de manutenção representa um valor de investimento de R$ 770 mil/ano. Isso corresponde ao custo de R$ 800/mês para manter um dessalinizador operando de forma correta permanentemente.


Os dessalinizadores são considerados equipamentos de custo relativamente elevado, mas, comparando-se com os custos normais de água encanada e os benefícios que traz às populações difusas são investimentos importantes e justificáveis com grande retorno em qualidade de vida para as pessoas atendidas, sobretudo pela qualidade da água obtida através do uso dos equipamentos.

Veja lista dos dessalinizadores mantidos pela SRHE

 

Meta da SRHE

A meta da SRHE é manter 500 dessalinizadores em operação constante. Para isso, está previsto para o ano de 2013, novo convênio com o Ministério do Meio Ambiente para aquisição de novos sistemas de dessalinização. A ação também vai incluir a manutenção desses sistemas. O convênio está estimado em R$ 19 milhões, no total.

Além disso, também acaba de ser contratada a recuperação de mais 150 dessalinizadores, com garantia dos serviços de manutenção por dois anos.

 

 

Dessalinização e a preocupação com o meio ambiente

tanque rejeito

 

A dessalinização é um processo fundamental para garantir o abastecimento das comunidades rurais. No entanto, ela gera um resíduo (efluente da dessalinização) que tem alto poder degradante e por isso não pode ser descartado diretamente no solo.

Por isso, os sistemas de dessalinização devem incluir a construção de tanques de rejeito (foto ao lado) onde é despejado o efluente (água com elevada concentração de sais) resultante do processo de dessalinização.

Em alguns sistemas mais antigos esses tanques não existiam. Por isso, através da parceria com o Programa Água Doce, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), do governo federal, está sendo feito investimento na adequação desses sistemas, de modo a evitar os danos ambientais.

 

 

 

Leia notícias sobre o uso de dessalinizadores em Pernambuco

Dessalnizador é fonte de água e alimento em Ibimirim

SRHE leva água para comunidades rurais do Agreste e Sertão

 

Mapa dos dessalinizadores instalados